01 abr 2021

Principais tendências de consumo para a Páscoa de 2021

O feriado de Páscoa já está chegando e mesmo diante do cenário desafiador, dificultado pelo atraso na vacinação e a situação da pandemia no país, muitas empresas do setor varejista têm trabalhado para se adequar aos novos desejos e necessidades dos consumidores, que, por conta do isolamento, acabaram mudando os seus hábitos e consequentemente a sua forma de comprar.

 

O varejo on-line se destaca dentro desse contexto. Muitos produtos pascais serão comprados pela internet este ano. A jornada de compra híbrida é a principal tendência para a data, onde o cliente faz toda a sua pesquisa de produtos e preços pela internet, mas finaliza a compra no varejo físico, principalmente nos supermercados. E as empresas têm se adaptado para dar conta dessa demanda tanto na sua forma de vender como na hora de apresentar o seu catálogo, apostando na ampla variedade com portfólios de produtos extensos para atender os desejos do cliente.

 

Entretanto, uma parcela significativa ainda dedicará a sua compra ao varejo físico com o sentimento de preservar a tradição e o simbolismo de escolher seus produtos de Páscoa nas parreiras de ovos de chocolate.

 

No ano de 2020, houve uma mudança de consumo em relação aos ovos convencionais de grandes marcas, e essa mudança deve se manter e crescer em 2021. Já em 2020, o produto era mais presente nas famílias com crianças, e sem a possibilidade de reunião para a celebração da data, houve uma queda significativa neste tipo de presente.

 

Outro fator contra os ovos de Páscoa tradicionais é a variação de preço: devido à crise econômica gerada pela pandemia e ao aumento de preços nesse setor, os clientes foram obrigados a comprar outros produtos como barras de chocolate e caixas de bombom e novas marcas mais acessíveis. 

 

Os consumidores também têm deixado de lado os ovos tradicionais para investir em ovos artesanais ou caseiros, que acabam tendo um custo mais barato e maior gramatura de chocolate.

 

Ainda assim, o consumo de chocolate segue em alta mesmo com a crise. O item fica fora dos itens cortados da lista de supermercado! Um dos principais motivos de venda está relacionado com os impactos psicológicos da quarentena, já que o produto está ligado ao conforto emocional. Fato que pode fazer total diferença na abordagem de venda das empresas.

 

Deixe uma resposta