Imagem-Post-Blog-Asserj-Noticia-09-10
09 out 2020

Dia do Açougueiro – Entrevista com Fábio Augusto Ramos

No dia 9 de outubro, é comemorado o Dia do Açougueiro e não poderíamos deixar de parabenizar esses profissionais e, também, agradecê-los pelas dicas que  dão diariamente aos clientes nas lojas.

Quem não adora um bom atendimento quando está na fila do açougue? Aquela dica sobre a melhor carne, a que está com menos gordura ou a melhor para moer, enfim, são especialidades desses profissionais que fazem a diferença no atendimento.

Nós conversamos com o Fábio Augusto Ramos, açougueiro do Inter Supermercados. Ele trabalha nessa área há 16 anos.

  1. Qual é a importância do trabalho do açougueiro para os supermercados?

Fábio: O açougueiro proporciona uma sensação de segurança e muita qualidade em seu atendimento aos clientes e ainda tem a possibilidade de encantá-los e fidelizá-los . Por isso, eu entendo que o papel do açougueiro é fundamental dentro da loja, pois ele tem a oportunidade de garantir uma melhor experiência de compra e atendimento para os nossos clientes.

  1. Você tem alguma história curiosa que tenha acontecido com você durante o atendimento, envolvendo algum cliente?

Fábio: Uma cena bem diferente que aconteceu comigo foi numa sexta-feira. O fim de semana já estava começando, quando chegaram três jovens, beirando os 25 anos, ao açougue em busca de carne para o churrasco. Foi então que ofereci um peito de boi a eles e acabaram estranhando aquela sugestão. Eles falaram: ‘’Ué, mas peito de boi num churrasco, não é carne de segunda, não fica dura?’’. Eu respondi: ‘’Não, rapaziada, é uma carne boa, gostosa, vou ensinar a vocês como se faz um peito de boi num churrasco’’.

Aí expliquei: ‘’Quando chegarem em casa, joguem sal grosso nele, peguem papel laminado, enrolem a carne e coloquem no segundo andar da churrasqueira. Depois de três horas e meia… quatro horas, vocês tiram o peito do papel laminado e colocam na churrasqueira por cinco minutos de um lado e mais cinco minutinhos do outro.

Depois é só degustar e se deliciar com a carne, vocês vão ver a oitava maravilha do mundo!’’

No dia seguinte, os rapazes voltaram ao supermercado e disseram: ‘’Fábio, que coisa de louco, agora nos nossos churrascos não pode mais faltar peito de boi.’’

Pronto, fidelizei mais 3 clientes para o meu açougue com uma dica assim, bem diferente. Quase ninguém faz essa carne, porque acham que é uma carne dura, mas não é!  É uma carne boa, saborosa!

Assim como o Fábio Ramos, muitos açougueiros têm boas histórias para contar sobre o dia a dia de trabalho e a relação que estabelecem com os clientes.

Aproveitamos essa data para parabenizar esses profissionais que fazem a diferença na vida dos consumidores!

One Comment

  • Adriana 11 de outubro de 2020

    Esse cara é bom, de uma humildade fora do normal, um coração bom e de uma paciência e carinho com todos os clientes e funcionários, parabéns ao Senhor Fábio, ele merece.

    Reply

Deixe uma resposta