13 out 2020

Associados da ASSERJ participam de treinamentos sobre implementação do SIM

Serviço de Inspeção Municipal do Rio de Janeiro (SIM-RIO) é um programa inédito no município, lançado pela Prefeitura do Rio, por meio da Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, permitindo maior controle e fiscalização de produtos de origem animal (POA).

Como alguns profissionais do segmento supermercadista estavam com dificuldades de aderir ao SIM, a ASSERJ fez uma parceria com  VISA RJ e  está ministrando treinamentos aos associados para que eles possam tirar suas dúvidas para solicitar o SIM.

Com o registro do SIM, os supermercadistas poderão fazer o descongelamento técnico, vender carne moída em bandejas entre outros produtos.

O mercado que não tiver o registro, só poderá comercializar os produtos de origem animal na forma de autoserviço.

O treinamento para os associados ASSERJ começou no dia 07 de outubro. Ao todo serão quatro dias de treinamento, sempre ministrados pelo Dr. Ronaldo Gil Pereira, diretor do Núcleo de Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Dias e temas dos treinamentos:

1o – 07/10/20: portaria 553 (registro de estabelecimentos);

2o – 14/10/20 – portaria 554 (produtos regulados)

3o – Data a confirmar – portaria 562 (requisitos para controle)

4o – Data a confirmar – portaria 557 (programa de auto controle)

 

Dr. Ronaldo Gil Pereira

Médico Veterinário, Especialista em Segurança Alimentar e Qualidade Nutricional pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Auditor Fiscal  Federal Agropecuário aposentado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Membro de missões internacionais em Portugal, Itália, Alemanha e Suíça, para habilitação de estabelecimentos exportadores de cárneos e lácteos para o Brasil. Coordenador pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal – DIPOA, de projetos para adesão e implantação do SISBIPOA em Estados e Municípios. Atualmente ocupa o cargo de Diretor do Núcleo de Agricultura, Pecuária e abastecimento da Subsecretaria de Vigilância, fiscalização sanitária e controle de zoonoses.

Deixe uma resposta