31 out 2019

Varejo com novidades para se adaptar ao consumidor moderno

O cliente de 2019 não é o mesmo de 10 anos atrás. A configuração de tempo, escolhas e prioridades mudou, sugerindo ao varejo acompanhar essas mudanças, afinal, tudo precisa ser rápido sem deixar de fornecer boas experiências ao consumidor. Em prol desse novo e desafiador cenário de atualizações, surgem, a cada momento, novas formas de comprar um mesmo produto, seja através da tecnologia (compras online, sistema Self checkout), de um benefício em se fidelizar aquela empresa (clube de vantagens), ou até mesmo de uma relação afetiva que liga a marca ao comprador (espaços que reiteram os “novos membros” da família moderna, que antes eram vistos como animais de estimação).

Como confirmado por um estudo realizado pelo NZN Intelligence, o mundo virtual é uma realidade para o consumidor brasileiro. Segundo a pesquisa, 74% das pessoas no país preferem a modalidade online em relação às compras realizadas em lojas físicas. Esse perfil de consumidor fez com que muitas empresas migrassem para a loja online. Segundo o setor de compras da Rede UNNO, as vantagens para o varejista são muitas: investimento inicial mais baixo, menor custo de manutenção, maior alcance de público, além de vender 24h. Já para o consumidor: preços mais baixos, maior variedade de marcas e produtos, comodidade ao receber seus produtos em casa, comprar a hora que quiser sem se preocupar com o horário comercial.

A rede de supermercados carioca SuperPrix, oferece além do site, um app para Google Play e Apple Store. Por meio dele, o consumidor pode realizar uma lista de compras e receber os produtos em casa. O delivery representa 5% do faturamento da empresa e o aplicativo já soma 5 mil downloads.

Além de se preocupar com a facilidade na compra, o varejo também adota formas de estreitar relações com o consumidor, e uma delas, é acolhendo todos os membros da família, inclusive os cachorros! O SuperPrix criou a “Parada do Cãozinho”. Já que eles não podem entrar nos supermercados, por questões sanitárias, a rede preparou uma área externa para os animais de estimação, onde eles tem sombra e água fresca enquanto esperam os donos fazerem as compras. O espaço também conta com ganchinhos para pendurar as coleiras.“Não conseguiram mensurar de que forma tem impactado nas vendas, mas temos percebido uma maior variedade de clientes com pets”, afirma o setor de marketing do supermercado.

Outra forma de estreitar essa relação oferecendo benefícios em troca de fidelidade é o clube de vantagens. Este sistema disponibiliza ao cliente algum tipo de “mimo” sempre que a empresa for escolhida por ele. No Inter Supermercados, por exemplo, existe o Clube Inter. O cliente baixa o app da loja, se cadastra e fica por dentro das promoções lançadas quinzenalmente no software. Quando for ao mercado, basta digitar o número do CPF no caixa para receber automaticamente os descontos. Outra iniciativa criada pela rede é o acúmulo de pontos. A cada cinco reais em compras, o cliente ganha um ponto que, conforme a quantidade, pode ser trocado por vale compras ou até mesmo passagem aérea.

E que tal compactar as filas nas lojas físicas? O autoatendimento oferece autonomia para o cliente e permite que ele faça todo o processo de compras sozinho. O Self Checkout já existe em mais de 400 supermercados no Brasil. Além de otimizar o tempo na hora de fazer o pagamento, o sistema evita possíveis conflitos entre clientes e funcionários dentro da loja. O Supermercado Zona Sul e Princesa, por exemplo, já oferecem o serviço.

Deixe uma resposta