16 out 2019

Dia Mundial da Alimentação (16/10): Iniciativa evita desperdício de alimentos!

O desperdício de alimentos médio em uma família brasileira com três pessoas é de 128,8 quilos por ano. O dado é da pesquisa ‘Intercâmbio Brasil – União Europeia sobre desperdício de alimentos’, realizada pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado essa semana. A pesquisa entrevistou 1.764 famílias em todo o país e analisou apenas o universo familiar, sem levar em conta as perdas em restaurantes, empresas, hotéis e escolas.

Segundo o estudo, entre os motivos para que esse desperdício ocorra estão o hábito da “fartura” e o preconceito com as sobras da refeição – a “comida dormida”. Uma das soluções para reverter esse cenário é planejar melhor as compras e refeições, não comprar alimentos em excesso e reaproveitar as sobras.

A rede SuperPrix, associado ASSERJ, criou um projeto muito bacana que se chama “As Aparências enganam”. A marca percebeu que boa parte desse desperdício acontece por conta de vegetais que, por terem crescido com aparência incomum (embora tenham alto valor nutritivo), são descartados antes mesmo de chegarem nos supermercados.

O projeto tem como objetivo ajudar a combater o desperdício de alimentos. Simples assim – ao comprar vegetais não tão “bonitos”, você paga 30% menos e ainda ajuda a quem mais precisa. Sim! Pois parte da renda das vendas destes vegetais é revertida para uma instituição beneficente que desenvolve um trabalho muito especial – a Agência do Bem.

A nutricionista da rede, Érica Schattka, apoia a iniciativa: “O resultado final é esteticamente e nutricionalmente igual ao de uma receita feita com produto perfeito” – afirma. A Agência do Bem é uma Ong que tem como missão promover o desenvolvimento humano, visando à cidadania plena de populações de baixa renda através da educação.

 

Deixe uma resposta