15 jul 2019

Conselho de RH da ASSERJ discute inclusão social e projetos sustentáveis para supermercados

O último Conselho de RH da Associação, realizado em 09/07, ministrado por Bianca Glaciano, presidente do Conselho e Gerente de Pessoas da ASSERJ, foi baseado nas premissas da sustentabilidade e inclusão social.
Os associados Inter, Super Polo e Carlão Supermercados apresentaram exemplos de Projetos Sustentáveis Implementados pelos Gestores de RH, conheça:

  • Inter Supermercados: Criou receitas sustentáveis para aplicar dentro da empresa;
  • Super Polo: Retirou os copos descartáveis, diminuiu os custos e entregou Eco Copos nos Kits de Boas-Vindas;
  • Carlão Supermercados: aboliu as sacolas plásticas, utilizando caixas e sacolas de rafia.
    * Por estar situada na Costa Verde, a rede já trabalha há anos com caixas de papelão, deixando de lado as sacolas plásticas e usando apenas as sacolas renováveis. A caixa de papelão é oferecida sempre que o atendimento é finalizado no caixa. “Nós estamos na Costa Verde. Precisamos estar muito ligados a isso (sustentabilidade). O nosso supermercado já vem há anos com o projeto da caixa de papelão. Existe uma ONG, no Jabaquara, que os meninos fazem sacolas com produtos renováveis. Não existem mais sacolas plásticas no nosso supermercado”, ressalta Brigida Oliveira, Gerente de RH da rede Carlão Supermercados.

Projeto de Inclusão Psicossocial

O Projeto de Inclusão Social pelo Trabalho de Usuários de Serviços de Saúde Mental (PISTRAB) viabiliza a implementação de Políticas Públicas de inclusão social de pessoas com deficiência mental/psicossocial, aptas para o trabalho, no mercado formal, através da metodologia do Emprego Apoiado/Customizado, em cooperação com empresas inclusivas.

É importante frisar que o trabalho é acompanhado em reuniões quinzenais para resolver qualquer problema que possa acontecer nessa readaptação ao mercado de trabalho. Além disso, o horário deve ser bastante flexível para fazer com que a pessoa adquira confiança aos poucos. O projeto é uma mão de via dupla, ou seja, se a empresa identifica um funcionário que tem algum tipo de doença mental, ela pode entrar em contato com o projeto que fará o acompanhamento do caso desta pessoa. Saiba mais em: https://www.pistrab.com.br/

Escola ASSERJ

Também foram apresentados dois cursos da Escola ASSERJ focados em hábitos de consumo, sustentabilidade e reaproveitamento de alimentos.

O curso ‘Comida é para o lixo? Trabalhe o desperdício’ ocorrerá em 17 de julho, com o objetivo de informar sobre o cenário macro de desperdício de alimentos, o volume representado pelo varejo Brasileiro (foco em FLV), as perdas financeiras e impacto sócio ambiental.

Também será realizado em 09 de agosto o curso Introdução ao uso do plástico no dia-a-dia com intuito de sensibilizar e abrir consciência para as consequências da má utilização do plástico, informar sobre as os resultados negativos sobre consumo e descarte inadequados do material, apresentar novas perspectivas e caminhos de solução, e construir dicas para melhores práticas e diálogo junto ao consumidor.

Público qualificado

A Gerente de RH da rede Carlão Supermercados, Brigida Oliveira, cita que uma das motivações para estar presente na reunião são as resoluções para lidar com problemas e soluções práticas a serem tomadas no dia-a-dia, além de ter insights para inovar no setor. “Eu fiz questão de participar do Conselho, porque eu queria entender os problemas e as dores do Rio de Janeiro. O que acontece com o Prezunic e com o Mundial? Não temos o olhar de concorrente, e sim, parceiros do segmento”, diz.

O ponto que mais chamou sua atenção foi a educação corporativa (pensar em trabalhar de forma mais atuante com todos os colaboradores), atenção da ASSERJ com os seus associados (cooperação e participação), contribuição com sugestões presencialmente, e poder aprender com o relato de outras empresas para aplicar na rotina do seu trabalho.

“Na Costa Verde, existe um problema com relação a mão de obra qualificada. Não temos universidade, nem pessoas preparadas. Existe um nível operacional muito grande e a maioria não conhece o varejo. Precisamos criar uma escola de desenvolvimento, uma escola corporativa”, destacou a Gerente.

Para Brigida, a participação na reunião foi positiva. “A gente faz questão de estar presente, já que a ASSERJ é bem participativa no Carlão Supermercados. Sempre que precisamos, nós fazemos videoconferência, participamos dos grupos no WhatsApp. Só que uma coisa é pela internet, outra coisa é estar presente, dar sugestões, ouvir opiniões e, às vezes, algum tipo de treinamento”, finaliza.

SEJA ASSERJ!

Sobre Bianca Glaciano – Gerente de Pessoas da ASSERJ e Presidente do Conselho de RH

Doutoranda de Administração de Negócios pela COPPEAD UFRJ (Enfoque Tomada de Decisão Estratégica). Mestrado em administração com foco em gestão do conhecimento pela UNIP (Universidade Paulista) e docente com formação em pedagogia formada pela UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) com ênfase em pedagogia empresarial e desenvolvimento institucional, especializada em Psicopedagogia, especialização Tecnologia da Informação e Comunicação e MBA em neurociência pela UFRJ. Possui mais de 10 anos na área de Gestão de Mudanças, Treinamento e Desenvolvimento. Pesquisadora das práticas educacionais colaborativas no Instituto Mover (Rio de Janeiro) e a prática da empatia no processo de ensino e aprendizagem (2016).

 

Deixe uma resposta