28 set 2021

Por um emprego sem preconceitos

Pessoas com deficiência encontram oportunidade de trabalho graças à política de valorização da diversidade no Prezunic

 

Conseguir um trabalho formal não é fácil. E essa oportunidade no mercado fica ainda mais difícil quando se trata de pessoa com deficiência, que encontra uma série de barreiras e precisa provar ser capaz de desempenhar determinadas funções. Graças a uma iniciativa de inclusão e respeito, essa não é a realidade na Cencosud, rede do qual a rede de supermercados Prezunic faz parte. No Brasil, o grupo conta em seu quadro com 1.098 colaboradores com algum tipo de deficiência. Só no Prezunic, são 290 profissionais – número superior à cota legal exigida.

 

Esses dados não passam apenas de uma estatística, que no dia a dia nem é percebida, já que os colaboradores com deficiência desempenham funções comuns do supermercado, como repositor de mercadorias, caixa, empacotador e gerente. Todos cumprem a mesma carga horária e desempenham as atividades com a eficiência necessária.

 

Mas a realidade da maioria das pessoas ainda não é assim. Em 2018, um estudo da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais – Ministério do Trabalho) apontou que existiam 7 milhões de pessoas com deficiência aptas ao mercado de trabalho no Brasil, mas apenas 486 mil (7%) estavam registradas em emprego formal.

 

Oportunidade

 

A dislexia e o solilóquio, sintomas de uma deficiência mental, podem até ter dificultado, mas jamais impediram Daniel José da Silva dos Santos, 24 anos, de ir em busca de seus objetivos. Auxiliar de operações do Prezunic na Penha, onde trabalha há 3 anos, ele cursa o 6º período de Administração e faz planos de crescer na empresa, consciente de que o acolhimento no ambiente de trabalho tem colaborado para que ele acredite cada vez mais em suas capacidades.

 

“Me dou bem com as pessoas na empresa e todos são muito legais comigo. Fico feliz em poder trabalhar e ajudar minha família. Ser deficiente torna as coisas mais difíceis, mas não impossíveis. Sei que tenho chances de crescer e estou me dedicando para isso”, afirma Daniel.

 

Com deficiência intelectual, Bruno Santos Batista, 24 anos, é auxiliar de operações do Prezunic em Campo Grande, onde trabalha há 4 meses. Antes de conquistar a vaga, ele chegou a ficar um ano desempregado, e agora se orgulha de poder contribuir com as despesas da casa onde mora com a mãe, aposentada, e a irmã, atualmente desempregada.

 

“Minha deficiência não me impede de trabalhar. Sou capaz de cumprir as funções sob minha responsabilidade e de aprender novas atividades, sempre com o apoio dos colegas”, diz Bruno, que concluiu o Ensino Médio e quer cursar gastronomia.

 

Consciência social

 

A Cencosud tem uma política de diversidade e inclusão que garante o acesso às mesmas possibilidades para todos os profissionais, independentemente de gênero, idade, condição econômica e social, religião, orientação sexual, raça, estado civil, opinião política, situação de necessidade especial, nacionalidade ou grupo étnico.  Para a empresa, contar com diversas equipes de trabalho representa o reflexo da sociedade, permitindo entender melhor os clientes e, assim,  atender e responder da melhor forma às suas necessidades.

 

Valores como a diversidade, inclusão e respeito às diferenças também são destacados no Código de Ética da Cencosud, que incentiva o crescimento pessoal e profissional e não tolera qualquer tipo de assédio, ato violento, ameaça ou represálias.

 

Para desenvolver um clima laboral de boa convivência, a Cencosud Brasil ainda realiza treinamentos e cursos online que visam disseminar a cultura de diversidade e inclusão entres os colaboradores. Os onze cursos já foram assistidos por mais de 111 mil vezes. Os temas são direcionados, como “Do que estamos falando quando falamos de diversidade e inclusão?”, “Diversidade e Inclusão” e “Dia da Diversidade”, entre outros. Apenas o primeiro foi assistido 13 mil vezes.

 

“Acreditamos que todos têm potencial para crescer e chegar a cargos de liderança, sejam pessoas com deficiência ou não. Em nossa cultura, valorizamos e incentivamos o respeito às diferenças em todos os níveis, a começar por nossos líderes, que estão a todo momento prezando por uma boa convivência e clima laboral, dando oportunidades aos que buscam se desenvolver”, afirma Jacqueline Fontes, diretora de Recursos Humanos da Cencosud Brasil.

 

Sobre o Prezunic

 

A primeira unidade do Prezunic foi aberta em 2002. A rede de supermercados atua no Estado do Rio de Janeiro, com delivery próprio, um Centro de Distribuição e 30 lojas distribuídas entre a capital, Região Metropolitana e Baixada Fluminense, empregando mais de 5.800 mil pessoas diretamente. Em 2011, a empresa passou a integrar a Cencosud, um dos maiores varejistas da América Latina, com mais de 50 anos de expertise no setor.

Deixe uma resposta