23 maio 2022

ASSERJ participa da inauguração da cooperativa Rocinha Recicla promovida pela Seas

A ASSERJ representada pela Dr. Ana Paula Rosa, Superintendente Jurídica, participou, nesta terça-feira (17/05), da inauguração da Cooperativa Rocinha Recicla, centro de reciclagem que irá gerar renda para moradores e diminuir o impacto ambiental na comunidade localizada na Zona Sul do Rio de Janeiro. A idealização do projeto é da Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) e, além da ASSERJ, contou também com o apoio da Plasticbank e da Associação dos Recicladores do Estado do Rio de Janeiro (Arerj).

Além da cooperativa, um novo projeto está em trâmite na Seas, que viabiliza um Polo de Reciclagem. A construção, que deve acontecer em terreno localizado em São Conrado, irá estabelecer um ponto de encontro e de trabalho para os catadores locais, além de ser um centro de recepção de resíduos recicláveis de outras fontes, com capacidade de triagem, prensagem e estocagem. A edificação será executada com recursos advindos do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano, o Fecam.

Os cooperados contarão ainda com o “Cartão da Reciclagem”, moeda social que permitirá trocar seus resíduos por crédito de reciclagem, e fazer compras na rede credenciada local. “A Rocinha tem um grande potencial, temos que entender a força da comunidade e a força dos trabalhadores, pois somente com uma gestão participativa conseguiremos alcançar o desenvolvimento sustentável no Estado do Rio de Janeiro”, afirmou o secretário de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, José Ricardo Brito.

Estiveram presentes também na inauguração a subsecretária de Estado de Recursos Hídricos e Sustentabilidade, Ana Asti, o deputado estadual Thiago Pampolha, o presidente da Arerj, Edson Freitas, o coordenador do Plasticbank, Anderson Freitas, e o presidente da cooperativa Rocinha Recicla, Carlos Pedro da Silva. “Queremos que a reciclagem vire uma cultura aqui na Rocinha, que não seja algo que se limite à cooperativa. Vamos gerar empregos, renda e possibilidades”, afirmou Silva.

Sobre o Comunidade Recicla

Com apoio da Associação dos Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), o projeto desenvolve trabalho de manejo correto dos resíduos sólidos na Rocinha e no Vidigal, visando a minimizar o impacto negativo provocado pelo lixo. A iniciativa abrange também a educação ambiental, a cultura e a comunicação, a fim evitar a continuidade de lançamento dos resíduos pelos moradores ao transformar resíduos em arte e renda.

O Recicla Comunidade desenvolve quatro eixos estratégicos: desenvolvimento econômico, saúde e bem estar, sustentabilidade e educação sócio ambiental. O último eixo oferece oficinas gratuitas na Rocinha: o Funk Verde, que oferece oficinas de percussão e teoria musical com o reaproveitamento de materiais retirados do lixo para a confecção de instrumentos musicais; e o Ecomoda, voltado para a capacitação em produção de acessórios e peças de vestuário, a partir do reaproveitamento de retalhos, tecidos, jeans usados e banners.

Deixe uma resposta