22 abr 2021

Conheça a história de Vivian, há 13 anos funcionária do Grupo Bramil

No segundo episódio da série Por Trás da Gôndola, trazemos a história de Vivian Vieira de 39 anos, moradora da cidade de Três Rios, cidade do Grupo Bramil, onde é funcionária.

Formada em Administração de Empresas pela UFRJ, atua como compradora no Grupo Bramil há 13 anos. No momento, é responsável pela compra da categoria de perfumaria de toda a companhia.

“Eu entrei para o grupo Bramil em 2008, para ser compradora de material de construção. Em 2013 fui convidada a ser compradora da construtora da empresa. Aceitei o desafio, encarei a experiência de peito aberto e fui muito feliz lá.”

Em 2020, recebeu um convite para fazer parte do departamento comercial da empresa, papel que exerce hoje, para atuar como compradora da parte de supermercados – que é a principal unidade de negócios da cia. “Claro que aceitei na hora sem pensar no que estaria por vir, e sigo atuando sempre em busca de desempenhar meu melhor papel” disse.

O primeiro passo para esse trabalho é conhecer a categoria de atuação e todo o universo que a envolve. A partir daí, o comprador estará pronto para escolher os produtos. “Precisamos buscar o melhor fornecedor e a melhor condição de compra e pagamento. Afinal, temos como compromisso ajudar a honrar com o pagamento dessa compra.”

Segundo Vivian, o universo de compras é um mundo muito mais amplo e cheio de possibilidades do que se imagina. “Durante todo esse tempo trabalhando com compras, aprendi que além de comprar, o comprador também tem o compromisso de vender e pagar.”

Como curiosidade, nos conta que a região da loja e o perfil dos clientes são fatores determinantes para identificar os produtos mais vendidos, e que por isso é importante conhecer cada cliente, sendo esse um dos desafios de sua função. “A maior dificuldade durante esse processo é alinhar a melhor maneira de atender as demandas da indústria e do varejo sem que o consumidor final seja prejudicado.”

Vivian ressalta que o essencial para obter sucesso é que a relação entre indústria e varejo seja vista como uma parceria. “Se o foco da indústria for só vender e receber, e o do varejo for apenas comprar e revender, as chances de fracassar serão grandes.” disse a funcionária, que completou “tanto a indústria como o varejo têm que ter como objetivo principal atender a satisfação do consumidor final, e para isso, eles precisam ser parceiros e percorrer esse caminho juntos.”

“Digo que o comprador dentro de uma empresa, é como se fosse parte do coração. Através do nosso trabalho é adquirida a principal fonte geradora de resultados da empresa. A responsabilidade é muito grande, mas a honra pelo desafio também é.”

No próximo episódio vamos contar mais uma história inspiradora de um funcionário, não percam!

Deixe uma resposta