17 dez 2020

Com o objetivo de promover melhores hábitos alimentares, saúde e segurança alimentar, ONU promove o “O ano internacional de Frutas e Vegetais

A Assembleia Geral da ONU elegeu o próximo ano, como o Internacional das Frutas e Vegetais. A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura foi a instituição escolhida para comemorar o ano em colaboração com outras organizações e sistemas das Nações Unidas. O período que compreende 2021, será uma ótima oportunidade para estimular e promover um conhecimento mais abrangente à população sobre a importância de inserir estes alimentos na nutrição humana para a saúde. Além disso, a segurança alimentar também entrará em pauta. O projeto também é importante para fomentar o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.  Dentre alguns objetivos do projeto, é possível citar a promoção de dietas e estilos de vida diversificados, equilibrados e saudáveis por meio do consumo de frutas e vegetais, reduzir perdas e desperdícios em sistemas alimentares deste nicho e ainda uma maior sustentabilidade de armazenamento, transporte, comércio, processamento, transformação, varejo, redução de resíduos e reciclagem, e a interação entre estes processos.  O estímulo a um debate global a respeito destes distintos aspectos em torno das Frutas e Vegetais, a criação de políticas, leis e regulamentos baseados em evidências e o intercâmbio de boas práticas que avancem e maximizem a contribuição de frutas e vegetais para o desenvolvimento sustentável, crescimento econômico rural e meios de subsistência, segurança alimentar e a promoção de dietas diversificadas, equilibradas e saudáveis, são algumas das linhas de ação do projeto.

 

A ASSERJ está totalmente alinhada com esse propósito. No último mês de outubro, o presidente da Associação, Fábio Queiróz, recebeu os membros da ONU, o Presidente, Eduardo Leite, o Vice Presidente, Breno Freitas, e o Consultor Internacional, Marcelo Hodge Crivella, do Instituto de Segurança Humana Alimentar no Brasil, América Latina e Caribe.

O grupo visitou três mercados do Rio de Janeiro com o objetivo de observar as melhores práticas de segurança utilizadas. A ONU possui sete pilares de segurança humana, um deles é o de segurança alimentar. Nossos métodos serão levados para a convenção mundial de Kyoto em março de 2021.

Deixe uma resposta