06 ago 2020

Em teste da PROTESTE, panela de pressão eliminada pode apresentar riscos para o consumidor

Nesta quinta-feira, 06, a PROTESTE, Associação de Consumidores, divulga o resultado do teste do modelo de panela de pressão Eirilar New Line Polida, de 4 L. Ao contrário dos demais modelos testados, essa panela de pressão apresentou problema grave de segurança e terá seu resultado divulgado antecipadamente.

Panela de Pressão Eirilar New Line 7,5 Litros - Rei da Hotelaria

De acordo com os resultados do teste, o modelo Eirilar New Line Polida, de 4 L não suportou  a pressão hidrostática esperada, apresentando deformação de sua estrutura e vazamento antes do previsto. A panela, nesta avaliação, deve suportar sem apresentar problemas, no mínimo, 6,11 vezes o valor da pressão nominal indicada pelo fabricante, que, neste caso, era de 80 kPa. Assim, este produto deveria suportar, no mínimo, 488,8 KPa. Porém, ao atingir a pressão de 404,1 KPa, a panela deformou e apresentou vazamento.

“Isto é um comportamento seguro para uma panela com pressão de trabalho por volta de 66 kPa e não 80 Kpa como funciona com este modelo. Dessa forma, em casos extremos, como entupimento da(s) válvula(s) de segurança, pode ocorrer deformação e explosão da panela antes do que seria esperado, colocando em risco o consumidor. Sendo assim, o modelo foi eliminado do teste.”, diz Dino Lameira, especialista da PROTESTE.

Importante salientar que o teste foi feito em laboratório acreditado pelo Inmetro, e seguiu a legislação vigente: Regulamento Técnico de Qualidade (RTQ) Portaria n.° 398, de 31 de julho de 2012 – Panelas Metálicas e a Portaria INMETRO n.° 21, de 14 de janeiro de 2016.

Diante disso, a PROTESTE irá encaminhar os resultados para o Inmetro, órgão regulador do produto para que eles possam tomar as medidas cabíveis.

Para mais informações entre no site da PROTESTE: www.proteste.org.br

Deixe uma resposta