22 Maio 2020

Associado ASSERJ contrata mais de 500 colaboradores desde o início do isolamento

Rede Prezunic disponibiliza ainda 50 oportunidades de trabalho nas lojas

A rede de supermercados carioca Prezunic, associado da Associação de Supermercados do Estado do Rio (ASSERJ), foi na contramão da crise e contratou 508 colaboradores desde o início do isolamento social no Estado. Hoje, ainda estão disponíveis 50 oportunidades de trabalho para as lojas. As vagas são para atuar nas 30 unidades no Rio de Janeiro, além do Centro de Distribuição.

De acordo com a rede, todas as oportunidades foram com carteira assinada para os cargos de auxiliar de operações e atendente de caixa, sendo 470 temporários contratados por um parceiro e 38 efetivas do quadro. “Essas últimas foram preenchidas prioritariamente pelos temporários que iniciaram conosco, demonstraram interesse e tiveram adesão à cultura da empresa”, disse Ana Behrens, gerente de RH do Prezunic.

Desde 17 de março, o supermercado precisou afastar 480 colaboradores que tinham mais de 60 anos, alguma doença crônica ou eram gestantes, para preservá-los. E para repor o número de funcionários, a rede contratou terceirizados a fim de garantir o abastecimento e a qualidade no atendimento, valores prezados no Prezunic.

Segundo a gerente de RH, o momento é muito delicado mas também gratificante saber que estão conseguindo fazer diferença na vida de tantas pessoas.

“Estar no varejo alimentar neste momento, sem dúvida, nos deixa em uma posição muito desafiadora de proteger nossos 6 mil colaboradores e servir nossos clientes, sempre preocupados, não apenas com o abastecimento, qualidade e frescor dos produtos, como também com cada detalhe na garantia dos procedimentos corretos. Também é enobrecedor saber que estamos empregando em um cenário de crise, podendo gerar oportunidades de emprego, de aprendizado e contribuir para o abastecimento das famílias cariocas”, afirma Ana Behrens.

Considerados por 10 anos uma das melhores empresas para se trabalhar no quesito “cuidar de gente”, o Prezunic se preocupa desde cuidados com a saúde física ao acolhimento das lideranças, passando também pelo investimento em ações que gerem a vontade de permanecer firmes para servir com paixão. “Nossa missão é abastecer as famílias dos bairros com produtos de qualidade, sendo referência em perecíveis, oferecendo aos nossos clientes conforto e atendimento feito por gente que gosta do que faz”, reconhece a gerente de RH, Ana Behrens.

SETOR AQUECIDO

Desde o início do isolamento foram quase 2 mil novas vagas de emprego criadas no setor supermercadista. O segmento é um dos poucos que estão contratando em meio à pandemia.

Através do site Vagas no varejo (https://vagasnovarejo.com.br/), a ASSERJ, em parceria com 29 entidades ligadas ao segmento varejista, oferece oportunidades de emprego em setores essenciais, como supermercados e farmácias. Em duas semanas, apenas no Rio de Janeiro, mais de 700 vagas de emprego foram registradas pelas empresas.

O próprio Prezunic está utilizando a plataforma há três semanas e já coletaram 381 currículos. “Ter um aplicativo somente para o varejo fortalece nosso setor, dá visibilidade em relação à quantidade de oportunidades que oferecemos juntos, além de direcionar os candidatos para um modelo de negócio que sabemos que é ágil, desafiador, dinâmico e, principalmente, promissor, com possibilidades reais e frequentes de crescimento”, revela Ana Behrens, gerente de RH da rede.

Para a Superintendente da ASSERJ, Keila Prates, a plataforma será fundamental para aproveitar a mão de obra que foi desligada, mas que tem qualificação e experiência no varejo. “Conseguimos unir duas oportunidades, tanto para quem está precisando trabalhar, quanto para as empresas, que precisam repor profissionais neste momento”.

Entre os dias 12/04 e 11/05, cerca de 12% dos colaboradores das redes associadas foram afastados por terem sintomas da COVID-19 ou fazerem parte do grupo de risco. A medida vem sendo adotada pelos supermercados, desde o início do isolamento, para a segurança de todos.

Deixe uma resposta