16 ago 2019

Crescimento exponencial: Fábio Queiróz completa quatro anos à frente da gestão da ASSERJ

No último dia 10 de agosto, Fábio Queiróz, presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro, celebrou quatro anos de gestão na associação. Nascido no Rio de Janeiro, o executivo atua no setor supermercadista há 18 anos. É advogado, pós-graduado em Direito Público e Privado e Gestão de Negócios, e possui MBA em Direito Empresarial. Atuou junto ao jurídico de uma tradicional rede de supermercados por quatorze anos, e representou a rede como conselheiro na ASSERJ. Em agosto de 2015, aos 38 anos, Fábio Queiróz assumiu o desafio de reinventar e engajar os mais de 300 grupos associados à ASSERJ, fundada em 1969, sendo o mais novo presidente eleito na associação, indicado por consenso entre os supermercadistas membros do Conselho Diretor, formado pelos diretores e fundadores das principais redes do Estado.

Atualmente, seu nome é sinônimo de inovação à frente dos supermercadistas. O executivo renovou sua gestão com a ASSERJ para os próximos três anos e integra a Diretoria da ABRAS como vice-presidente. Possui importante atuação no setor por investir constantemente em conhecimento para aperfeiçoar o varejo. O executivo foi responsável por formatar novos eventos para o setor no Rio de Janeiro, como o ASSERJ Conecta, maior evento de tecnologia do setor supermercadista, além de reformular a Super Rio Expofood, com o marco de fazer com que a Convenção ABRAS retornasse ao Rio de Janeiro, após 14 anos sendo realizada fora do estado.

— Esses quatro anos à frente da ASSERJ representaram para mim um período de amadurecimento, evolução, muito aprendizado, e confiança para novos desafios. Representar um setor dessa magnitude é uma responsabilidade muito grande, mas para quem gosta de desafios não há coisa melhor. O principal desafio foi unir os supermercadistas, e mantê-los dessa forma. Tudo na ASSERJ acontece através da força deles. Atuamos ao redor do poder desses supermercadistas, e foi isso que eu sempre tentei fazer a frente da ASSERJ.

O associativismo participativo é um dos objetivos de sua gestão. Trazer os associados para perto, aumentando sua participação no dia a dia da ASSERJ, pois isso fomenta o setor. São diversas iniciativas para incentivá-los e aproximá-los, inclusive, com premiações diferenciadas. 

Principais realizações

Quando assumiu a presidência, a associação tinha menos de dez funcionários, e hoje são mais de 20 pessoas integrando a equipe, que passou por uma total profissionalização com a criação de setores, mais conselhos executivos, e contratação de líderes e especialistas. Hoje, a sede da ASSERJ está localizada na Barra da Tijuca, a mudança trouxe mais flexibilidade e acessibilidade para os colaboradores, associados e parceiros. Entre suas principais realizações e legado está a criação da Escola ASSERJ, braço educacional para capacitação do setor com cursos presenciais e in company. De acordo com a ASSERJ, atualmente o Rio tem 2.094 empresas do setor supermercadista totalizando cerca de 6 mil lojas. Somente em 2018, mais de duas mil pessoas foram qualificadas nos mais variados cursos oferecidos pela Escola ASSERJ. “É muito importante colaborar com o desenvolvimento do setor através da educação”, destaca Queiróz.

Outras importantes conquistas foram a aprovação da lei das novas sacolas no Estado do Rio de Janeiro, a assinatura do decreto SIM, que regulamenta o Serviço de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal do Rio de Janeiro (SIM-RIO/POA), o aumento exponencial da Super Rio Expofood, que passou a se chamar SRE Trade Show, e lançou em 2019 a SRE Conference, aumento de dois pavilhões no Riocentro e retorno da Convenção ABRAS para o Rio, e também o surgimento da Preview, evento de lançamento da Super Rio que ocorre no segundo semestre do ano com geração de networking e negócios. Criação do Conecta, maior evento de tecnologia para o varejo do Rio de janeiro. Queiróz também coordenou a reformulação da revista da ASSERJ, com novo projeto gráfico e editorial – Super Negócios – hoje a revista do setor com mais anunciantes do mercado.

Um futuro inovador

O executivo afirma que os supermercadistas do Rio de Janeiro evoluíram muito, e estão em fase de sensibilização e implantação da cultura digital.

— Estão entendendo a necessidade, mapeando o mercado… Foram a Disney conosco no ano passado para entender os serviços de excelência. É um mercado que passou por muitas dificuldades e está crescendo em vendas. Amadureceram muito com a crise e estão prontos para navegar águas mais calmas. O futuro da associação está em se consolidar cada vez mais, e cada vez mais usar a inovação. A ASSERJ acredita muito nisso, e é pioneira em várias iniciativas pelo Brasil e vai continuar sendo assim!

Sobre o setor

O setor supermercadista do Estado do Rio de Janeiro registrou faturamento anual em 2018 de R$ 39,3 bilhões, com crescimento nominal de 1% na comparação com 2017, de acordo com levantamento da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) e Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS). O Estado do Rio de Janeiro representa 11% do faturamento do país. Foram registrados 184.711 mil empregos diretos no Estado, ante 182.919 mil registrados em 2017, criando 1.792 mil novas vagas de empregos. O levantamento destaca ainda que o setor encerrou o ano passado com 4.864 mil lojas e 20.648 checkouts.

Deixe uma resposta