01 abr 2019

Armazém do Grão implanta selfchekout na loja de Corrêas

A rede Armazém do Grão, única rede de supermercados natural de Petrópolis, continua investindo em tecnologias para melhoria e diferenciação no atendimento aos clientes, redução no tempo de espera e expansão de suas operações. Neste sábado (30/03), a rede inaugurou mais quatro unidades de autoatendimento para seus clientes na loja de Corrêas. O serviço começou a ser implantado em dezembro do ano passado, na loja Mosela (que também possui quatro terminais), e será ampliado para outras lojas da rede ao longo de 2019.

“Decidimos investir nesta tecnologia pela agilidade e praticidade gerada pelos caixas de autoatendimento, além de prover maior comodidade para o cliente. O serviço também é responsável por uma redução de até 30% no tempo de espera dos consumidores, reduzindo as incômodas filas que muitas vezes são a realidade dos supermercados”, explica Antoane Correa, diretor-presidente da rede Armazém do Grão.

No self checkout, o próprio cliente passa as mercadorias no caixa e efetua o pagamento. Nos terminais de self checkout são aceitos até 20 volumes e estes só podem ser pagos com cartão (crédito, débito, convênios). O serviço agiliza, principalmente, o atendimento para pessoas que compram pequenas quantidades de produtos.

“As funcionárias destacadas especificamente para atuar no self checkout vão estar sempre ali tirando todas as dúvidas dos clientes, mas os terminais são muito fáceis de operar e os clientes adoram esta autonomia”, explica Ana Carolina Noel, gestora de projetos da rede, frisando que para este serviço, as funcionárias Graziely Damasceno, Natália Santos e Natália Astine, que eram operadoras de caixa, foram promovidas a fiscais do self checkout.

“Sou cliente aqui da loja de Corrêas desde sua inauguração. Acho muito interessante esta proposta do Armazém do Grão de implantar estas máquinas nas lojas. Vai facilitar muito a vida dos clientes que vêm até aqui comprar pequenas quantidades. É muito fácil e rápido. Em outros países do mundo o autoatendimento já é uma realidade há anos e Petrópolis precisava mesmo estar dentro destas novas tecnologias”, disse Antônio Carlos Otoni Teixeira.

Fotos: Divulgação/Andreia Constâncio

 

Deixe uma resposta