19 nov 2018

Supermercados apostam na Black Friday para vender fraldas e bebidas para o fim do ano

Ninguém quer ficar de fora: até mesmo os supermercados querem aproveitar a Black Friday para vender mais. Na rede Supermercados Guanabara, o evento será a Black Fraldas, de 22 a 27 de novembro, com descontos de até 50% em produtos da linha infantil, de mais de 20 marcas. A empresa espera um movimento cinco vezes maior que nos dias normais, em suas 26 unidades, durante o período, já que a campanha promocional coincide com o Aniversário Guanabara. O estoque foi reforçado com 50 milhões de pacotes de fraldas descartáveis, cinco milhões de unidades de lenços umedecidos, um milhão de unidades de sabonete líquido e um milhão de shampoos.

A rede GPA — dona do Extra e Pão de Açúcar — espera alta de 10% nas vendas em relação ao ano passado. Para atingir o objetivo, as negociações aconteceram há quatro meses, e os estoques já estão nas filiais. Um dos destaques deste evento será a categoria de bebidas, assim como itens natalinos. O Extra espera grande procura em televisores de telas grandes, com tecnologias como a 4K, e smartphones de alto valor.

Na Black Friday Prix, da rede SuperPrix, a intenção é que o cliente antecipe as compras para as ceias de Natal e réveillon, com abatimentos de até 37% em cervejas. Além disso, o site da marca também terá ofertas para o consumidor que deseja comprar pela internet e receber itens pesados — como pack de refrigerantes e produtos de limpeza (que estarão com até 50% de desconto) — em casa. Nos demais supermercados da Rede Unno, a promessa também é de produtos até 40% mais baratos nos dias 23 e 24 deste mês.

No Walmart, o foco das ofertas estará nos smartphones, eletrodomésticos de linha branca, fraldas e bebidas quentes. A promoção será nos dias 22 e 23, quando será possível pagar pelos eletroeletrônicos em até 15 vezes sem juros.

Segundo o presidente da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), Fábio Queiróz, o setor aposta na data para alavancar o movimento.

— Esperamos um aumento 10% nas vendas em todo o estado do Rio, em comparação ao mesmo período do ano passado.

O especialista em varejo Marco Quintarelli lembra que a campanha de descontos virou uma oportunidade de vendas para as marcas:

— O evento se consolidou no país, mas não se resume mais a eletrônicos e móveis, por exemplo. O brasileiro, criativo como sempre, ampliou esse chamariz para diversos segmentos. O consumidor só precisa ter cautela para não se endividar.

(Reportagem publicada em 17/11 no jornal Extra)

Deixe uma resposta