14 ago 2018

Carrefour se compromete com comercialização exclusiva de ovos em sistema livre de gaiolas no Brasil

O Grupo Carrefour anuncia no Brasil novo compromisso que vai garantir que todos os ovos comercializados pela rede no país sejam provenientes do sistema livre de gaiolas, conhecido como cage-free, promovendo o bem-estar animal na criação e manejo das galinhas poedeiras. Este compromisso, que representa um marco para o setor, será cumprido em duas etapas. Até 2025 todos os ovos das marcas próprias Carrefour serão produzidos a partir deste sistema. Ao colaborar com os produtores de ovos no país, a empresa vai convidar seus fornecedores de diversas marcas a integrar esse compromisso, possibilitando que, a partir de 2028, 100% dos ovos comercializados pelo Carrefour sejam provenientes do sistema livre de gaiolas. Para isso, a rede vai trabalhar junto a esses fornecedores e na conscientização dos seus milhares de consumidores, a fim de mostrar a importância dessa nova política. 

O compromisso conta com o apoio das organizações de defesa animal, que integram a discussão sobre a adoção desse sistema em todo o país, como Animal Equality, Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, Humane Society International e Mercy For Animals. “Com este compromisso, damos mais um importante passo para promover a sustentabilidade junto à nossa cadeia de fornecimento. Entendemos que, como varejista, temos o papel de criar um elo valioso entre o consumidor e a cadeia produtiva, colaborando para promover mudanças significativas nos hábitos de consumo”, destaca Paulo Pianez, diretor de Sustentabilidade do Carrefour Brasil. 

Pesquisa da organização World Animal Protection, divulgada em 2016, já mostrava que 64% dos brasileiros ouviram falar sobre o tema e 82% deles afirmaram que comprariam produtos com critérios de bem-estar animal que assegurassem que não houve crueldade ou maus tratos ao longo da sua produção. Além disso, para 91% dos entrevistados, animais produzidos com bem-estar dão origem a produtos de maior qualidade.

Apesar desse cenário, atualmente, o mercado enfrenta diversos desafios para estabelecer uma produção de larga escala, sustentável e que garanta o bem-estar animal. A ausência de regulação específica, falta de clareza quanto às especificações técnicas, dificuldade de acesso a informações e o alto investimento necessário para transição de modelos dificultam a implementação desse sistema. “A partir do apoio fundamental de todos os setores envolvidos, além da iniciativa pública e da sociedade civil, queremos garantir meios pelos quais esses desafios sejam enfrentados colaborativamente, sempre sob a perspectiva de assegurar as condições necessárias ao bem estar animal”, conclui Pianez.

Paralelamente, o Grupo Carrefour dará seguimento à proposta de constituição de um Grupo de Trabalho sobre ovos no âmbito da Comissão de Bem-Estar Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), com participação do comércio, produtores e associações. Além disso, a companhia vai trabalhar para constituir outro Grupo de Trabalho envolvendo a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a fim de elaborar de um protocolo com as diretrizes para a produção de ovos em sistema livre de gaiolas.

Na Europa, mais precisamente na França, Itália, Polônia, Bélgica, Espanha e Romênia, o Grupo Carrefour também se comprometeu com a venda de ovos produzidos em sistema livre de gaiolas até 2025, começando pela sua marca própria e, a partir do diálogo com seus fornecedores, ampliando para todas as demais marcas que comercializa nesses países. Para conhecer esse projeto em andamento fora do país, comitiva convocada pela companhia irá realizar uma expedição de aprendizado sobre a transição para sistemas de criação de galinhas poedeiras livre de gaiolas. Realizada na França com o apoio técnico da Humane Society International, diferentes membros desta cadeia provenientes do Brasil e de outros países poderão conhecer a transição desse modelo de produção a partir das boas práticas já implementadas com sucesso no mercado francês.

Deixe uma resposta