19 mar 2018

Setor supermercadista do Rio de Janeiro fatura R$ 38,8 bilhões em 2017

 

Rio de Janeiro, 19 de março – O setor supermercadista brasileiro registrou faturamento anual em 2017 de R$ 353,2 bilhões, um crescimento nominal de 4,3% na comparação com 2016, de acordo com levantamento da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), e o Estado do Rio de Janeiro representa 11% dessa fatia, fechando o ano de 2017 com faturamento anual de R$ 38,8 bilhões. A Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) anunciou que foram gerados 182.919 empregos diretos no Estado.

O resultado registrado em 2017 pelo setor representa 5,4% do Produto Interno Bruto (PIB).
A pesquisa da ABRAS destaca ainda que o setor encerrou o ano passado com 89,3 mil lojas e 1,822 milhão de funcionários diretos ante 1,802 milhão registrado em 2016, criando 20 mil novas vagas de empregos no País.

O presidente da ASSERJ, Fábio Queiróz, ressaltou que o Rio de Janeiro passa por um ponto de virada, onde o consumidor retoma a confiança. Queiróz afirma que para 2018, a aposta dos supermercados é estreitar as parcerias com as indústrias e levar para as gôndolas o maior número possível de promoções. “A expectativa para esse ano é atingir a estabilidade, já deflacionada. Não vamos crescer, nem decrescer”, diz.

Após 14 anos em São Paulo, a convenção da ABRAS – que reúne representantes dos 200 maiores grupos do setor – está de volta ao Rio de Janeiro. A ABRAS 2018 acontece em paralelo à Super Rio Expofood, feira do segmento de supermercados realizada pela ASSERJ. A estimativa do volume de negócios gerados durante o evento é de R$ 1 bilhão de reais.

“A Super Rio Expofood é a segunda maior feira do setor na América Latina. Nós respeitamos aqueles que desistiram, mas nós acreditamos no Rio e trouxemos de volta a Convenção da ABRAS à cidade após 14 anos. Os investimentos giram em torno de R$ 30 milhões. Apenas nos três dias do evento, serão R$ 15 milhões gerados para a cidade, três mil quartos de hotel ocupados, e oito mil empregos diretos e indiretos. Está tudo pronto para negócios, relacionamento, conhecimento, e sobretudo, desenvolver o setor supermercadista e a economia local”, afirma Fábio Queiróz.

Cinco maiores

As posições das cinco maiores empresas supermercadistas se mantiveram no ano de 2017.
O Carrefour Comércio Indústria Ltda. permaneceu na liderança, com um faturamento de R$ 49,6 bilhões, em segundo lugar está o GPA, com faturamento de R$ 48,4 bilhões (sem contabilizar o faturamento da Via Varejo). O Walmart Brasil Ltda. se manteve na terceira posição, com R$ 28,1 bilhões, seguido pelo Cencosud Brasil Comercial Ltda., que registrou R$ 8,5 bilhões de faturamento em 2017. Na 5ª colocação do Ranking ABRAS/SuperHiper continua a rede Irmãos Muffato & Cia Ltda., que faturou R$ 6,0 bilhões no ano passado.

A maior rede associativa de supermercados do Brasil é a carioca Supermarket. Outros grupos do Rio têm porte para entrar no ranking, mas não integram a lista por não participarem do processo de classificação.

Modernização Trabalhista

A ASSERJ vai lançar no dia 21/03, durante o Painel ‘MODERNIZAÇÃO TRABALHISTA: UM PANORAMA PRÁTICO DE SUA APLICABILIDADE’ uma cartilha sobre as mudanças oriundas desta modernização. Este material poderá nortear as decisões dos supermercadistas, além de apresentar os benefícios para os trabalhadores.

Deixe uma resposta