funk
09 dez 2016

Projeto De Olho no Lixo e atletas participam de competição aquática em Copacabana

O projeto conta com o apoio da Associação de Supermercados do Estado do RJ

Alunos do curso Funk Verde, do Projeto De Olho no Lixo, e atletas de elite que disputarão a 3ª etapa da competição aquática Rei e Rainha do Mar 2016  participam, nesta sexta-feira (9/12), de atividade de educação ambiental na Praia de Copacabana, na altura do Posto 5.  Entre os nadadores, estarão presentes a brasileira Poliana Okimoto e o holandês Ferry Weertman, medalhas de bronze  e ouro, respectivamente, nos Jogos Olímpicos de 2016.

Com a participação de nadadores de elite, o Funk Verde fará uma apresentação musical, utilizando instrumentos musicais confeccionados a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos descartados. Em seguida, os agentes socioambientais do Projeto De Olho no Lixo farão um mutirão de limpeza na praia de Copacabana. A iniciativa tem o objetivo de despertar na população uma reflexão sobre a importância da destinação ambientalmente adequada do lixo.

Um estande com peças de vestuário, bolsas e acessórios produzidos pelos alunos do curso Ecomoda, do Projeto de Olho no Lixo, poderá ser conferido pelos participantes da competição que forem buscar seus kits para a prova, nesta quinta e sexta-feira (8 e 9/12), no Arena Leme Hotel, em Copacabana.  As peças foram produzidas com resíduos sólidos que teriam como destino a lata do lixo.

Fruto de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado do Ambiente e o Viva Rio Socioambiental, com apoio da Associação dos Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), o Projeto De Olho no Lixo desenvolve trabalho de manejo correto dos resíduos sólidos na Rocinha, visando a minimizar o impacto negativo provocado pelo lixo.

Além da coleta de lixo, que é realizada por 30 agentes socioambientais, o projeto De Olho no Lixo tem outro eixo de atuação que é o de educação ambiental, cultura e comunicação que pretende evitar a continuidade de lançamento dos resíduos pelos moradores e transformando lixo em arte e renda. Para isso, são desenvolvidos na comunidade dois cursos gratuitos: Funk Verde que oferece oficinas de percussão e teoria musical  e confecção de instrumentos musicais a partir do reaproveitamento de materiais retirados do lixo; e o Ecomoda, voltado para a capacitação em produção de acessórios e peças de vestuário, a partir do reaproveitamento de retalhos, tecidos, jeans usados e banners. Nos últimos sete meses, foram recolhidas 338 toneladas de lixo em pontos estratégicos da Rocinha.

 

Quando: Sexta-feira (9/12); às 9h30

Onde: Praia de Copacabana, altura do Posto Cinco, na Avenida Atlântica.

Estande do Ecomoda

Quando: Quinta e sexta-feira (8 e 9/12); das 9h às 20h

Onde: Arena Leme Hotel, Avenida Atlântica, nº 324, Copacabana

Deixe uma resposta