Hortifruti_Recreio-51.baixa_
23 ago 2017

Preços dos hortifrútis devem cair

As condições climáticas mais próximas do padrão e um consumo menos intenso devido à perda de poder de compra dos brasileiros devem colaborar para manter os preços das hortaliças em patamares abaixo do registrado no ano passado. “A tendência, até dezembro, é de boa qualidade e preço bom ao consumidor”, afirma Flavio Godas, economista da Ceagesp.

Entre os produtos de maior destaque no cálculo do índice de inflação oficial, o IPCA, o preço médio no último semestre caiu quase 60% no caso da batata e da cebola quando em comparação a igual período do ano passado.

Nos dois casos, houve aumento na área plantada este ano após os preços elevados de 2016, o que ampliou a oferta nacional. João Paulo, pesquisador do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), diz que a batata vinha há dois anos com “preços muito bons”, e o clima ajudou muito a produção no último verão. Segundo ele, o clima continua favorecendo a cultura, e a demanda este ano está um pouco mais retraída, o que pressiona ainda mais os preços.

Com isso, para os próximos meses, o economista da Ceagesp estima que as cotações das hortaliças em geral devem ter queda média de 14%, com maior pressão sobre as cotações dos legumes. “Como no ano passado esse setor teve alta expressiva, a tendência é de que mais produtores migrem para essas culturas, elevando a oferta”, diz.

Fonte: SM 

Comment List

Deixe uma resposta