IMG_6913
24 out 2017

Asserj celebra parceria com Prefeitura e Supermercados que gerou 300 novos empregos para a terceira idade

 

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recebeu nesta terça-feira, dia 24, um grupo representando os 300 funcionários acima de 60 anos contratados pelas redes supermercadistas Barra Oeste, Campeão, Costazul, Mundial, Prezunic, Superprix, Vianense, Mercado Torre e Zona Sul. O encontro celebrou a parceria da Prefeitura com a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj), em um projeto que busca ampliar a oferta de emprego para pessoas da terceira idade.

idosos-supermercados1

– Estão aqui 300 idosos que estão nos dando uma lição extraordinária, que é voltar à atividade nessa idade. Eu tenho certeza que eles vão inspirar muita gente que frequenta os supermercados, ao vê-los na labuta do dia a dia, com competência e dedicação. O Rio precisa desses exemplos. Os supermercados, em parceria com a Prefeitura, estão fazendo um grande trabalho pela cidade – afirmou Crivella, em cerimônia no Palácio da Cidade, em Botafogo.

O presidente da Asserj, Fábio Queiroz, contou que a ideia surgiu após um telefonema do prefeito, que pediu o apoio dos supermercados para inserir aposentados no mercado de trabalho. Ele falou que uma pessoa idosa é muito mais eficaz em funções que necessitem abordar o cliente.

– No SAC (Serviço de Atendimento ao Consumidor), por exemplo, existe alguém mais atencioso que o idoso? Existe pessoa com mais paciência para ouvir um problema e com mais experiência para solucioná-lo?  Veja, ele já passou por todas as etapas da vida, sabe exatamente o que aquele cliente está sentindo naquele momento e tem a paciência para ouvi-lo – explicou o presidente da Asserj,  enfatizando que ess projeto já foi estendido para supermercados de outros municípios do estado do Rio.

O aposentado Valter Pinto, de 69 anos, é um dos beneficiados pela parceria entre a Prefeitura do Rio e a Asserj. Após ficar  um ano e seis meses desempregado, ele comemorou bastante quando foi contratado pela loja do supermercado Zona Sul, na Gávea.

– Com o meu salário consigo pagar algumas contas e até ajudar na mensalidade do colégio dos meus netos. Agora, vou procurar a Prefeitura de Mesquita, onde moro, para acertar o pagamento do IPTU, que está atrasado.

idosos-supermercados2

Ângela Cavalcante, gerente de RH do Zona Sul, diz que os idosos são altamente capazes e que a rede acredita em seu potencial.

– Nos sentimos orgulhosos de ter em nosso quadro pessoas da ‘melhor idade’, por isso também abrimos oportunidades para pessoas com essa faixa etária. Temos cerca de 60 pessoas nas mais diversas funções: gerente de loja, operador de caixa, operador de reciclagem, cargos operacionais até níveis estratégicos. Eles trazem um diferencial que é a maturidade, e isso respalda credibilidade para o cliente.

Já a gerente de RH do Vianense, Mônica, lembrou de uma pesquisa da ONU (Organizações das Nações Unidas) que aponta que cerca de 40% do quadro de colaboradores das empresas será composto por idosos.

– É uma mão de obra que vai crescer e as empresas precisam estar prontas. O Vianense aceitou participar do projeto, e fizemos um recrutamento e seleção onde tivemos mais de 200 pessoas interessadas. O que nos deixou surpresos foi que alguns idosos não tinham renda, e estavam em busca de emprego. Eles ainda querem realizar muitos sonhos, estão comprometidos e envolvidos com a empresa. Estamos contratando próximo a residencia deles.

Altair Costa, de 64 anos, é mais um idoso que está satisfeito com a oportunidade.

– Vou completar um mês de trabalho e estou muito satisfeito, integrado com todos. Entrei de corpo e alma, gosto do convívio com os mais novos, e fiz muitos amigos.

Jéssica Reis, analista de RH do Costazul enfatiza a boa surpresa que a rede teve ao contratar pessoas acima de 60 anos.

– A Asserj nos ofereceu o projeto e nosso Diretor se comprometeu. Corremos atras e tivemos uma boa surpresa. Identificamos neles um perfil diferenciado, comprometido. Hoje temos nove contratados e continuamos em busca. Temos pessoas de 68 anos, como o Sr. Paulo, que é fiscal patrimonial. Temos a pretensão de aumentar o quadro em nossas lojas de todo o Estado do Rio de Janeiro.

A primeira-dama do Rio, Sylvia Jane Crivella concedeu um depoimento exclusivo para a Asserj sobre o projeto.

– Acho sensacional. Nossa cultura geralmente diz que idoso é supérfluo. No entanto, a bagagem que ele carrega nos ensina muito. Além do que, temos a estatística de que os idosos tem uma tendência a depressão por se sentirem inúteis, então, no momento que os trazemos de volta ao mercado de trabalho, nem que seja em um período mais curto, isso trás saúde para eles. Desafogamos hospitais, as famílias ficam mais seguras e felizes. Queremos agradecer a Asserj por estar conosco nessa parceria, pois sem vocês não seria possível.

Também participaram da cerimônia os secretários municipais Pedro Fernandes (Assistência Social e Direitos Humanos) e Clarissa Garotinho (Desenvolvimento, Emprego e Inovação).
IMG_6893

Deixe uma resposta