21 dez 2018

Em encontro promovido pela ASSERJ, Governador eleito Wilson Witzel afirma que segurança será prioridade

Aconteceu na tarde desta sexta (21/12), no no hotel Grand Hyatt, na Barra da Tijuca, o encontro de empresários do ramo supermercadista com o governador eleito do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, o secretário de desenvolvimento econômico, Gutemberg Fonseca, e o secretário de turismo, Otávio Leite. O evento foi idealizado pela Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro — ASSERJ — e também contou com a presença de representantes da indústria, construção civil, turismo, bares e restaurantes.

A segurança pública, um fator que atinge diretamente o setor supermercadista, foi uma das pautas do encontro, e o governador assumiu que essa é uma de suas prioridades em seu mandato.

Witzel tem planos de reformular a imagem da cidade do Rio de Janeiro, que está muito desgastada frente à mídia. O governador afirmou, também, que as portas de seu governo estarão abertas ao setor supermercadista.

O vice-presidente da Firjan, Sergio Duarte, questionou Witzel sobre a questão da competitividade tributária do estado do Rio com outros estados.

— Vamos fazer inicialmente um realinhamento da Fazenda, em relação ao combate de sonegação de impostos e a inadimplência. Um trabalho que já foi feito em São Paulo e que será implantado no estado do Rio de Janeiro pelo futuro secretário da Fazenda, Luiz Cláudio,  — afirma Witzel.

Veja os principais temas debatidos:

1 – Segurança pública e combate ao roubo de cargas: Segundo Witzel, a DEA (Drug Enforcement Administration) e o FBI (Federal Bureau of Investigation), referências em segurança, vão participar da implantação da Universidade de Segurança Pública no estado, fortalecendo o combate ao roubo de cargas e ao tráfico de drogas. Com a previsão de novos concursos públicos, a PM espera um efetivo com mais 3.000 novos policiais nas ruas. Witzel afirmou também que já foram adquiridas 600 novas viaturas. Além destas ações, o governador prometeu que assistentes sociais ajudarão neste suporte.

2 – Simplificação e racionalização das obrigações tributárias e administrativas: Ao longo de 2019, Witzel afirma que pretende reduzir as cargas tributárias e combater a sonegação fiscal, para que o estado consiga manter uma economia estruturada.

3 – Parceria do estado para a inovação, a abertura de novos negócios e a atração de investimentos: Witzel acredita que o estado deve receber R$5 bilhões em investimento de empresas de fora do RJ. A inovação, segundo ele, fará parte do dia a dia do fluminense. Uma das propostas é o Sistema de Reconhecimento Facial, com foco em supermercados, bares e restaurantes, que pretende facilitar a identificação de suspeitos de roubos, fraudes e até procurados pela justiça.

A descentralização de portos, ferrovias e aeroportos também foi tema debatido, que pode proporcionar maior agilidade e menos perdas aos supermercadistas, além de melhorar o desenvolvimento do estado.

4 – Apoio junto ao Congresso Nacional na modificação da Lei Federal nº 8.137/90, que trata da prisão de gerentes: Witzel apoia o setor para que a legislação seja revista, garantindo a segurança jurídica no cumprimento dos dispositivos da Lei Federal nº 8.137/90. O projeto conta, também, com o apoio do presidente da câmara dos Deputados, deputado federal Rodrigo Maia; o deputado estadual, eleito senador para 2019, Flávio Bolsonaro; e a deputada estadual Marta Rocha.

5 – Redução de alíquotas de impostos nos itens da cesta básica;

6 – Atuação junto a ALERJ para construir uma pauta que ajude o Setor Produtivo;

7 – Apoio às Reformas em tramitação do Congresso Nacional; e

8 – Interlocução permanente com os órgãos Estaduais.

Participaram do encontro, dentre outros, a superintendente executiva da ASSERJ, Keila Prates; o diretor de relações institucionais da ASSERJ, Pedro Paulo Pannunzio; e o presidente da Rede Uno, Geneval Bezerra.

Veja mais fotos do encontro:

 

 

 

 

Deixe uma resposta