20 ago 2018

Quais são os atuais desafios que as empresas enfrentam ao implementar a cultura digital?

O mundo está passando por uma transformação gerada pelo avanço exponencial da tecnologia. A WEB tem possibilitado uma troca de informações e de conhecimento “on time” e os avanços tecnológicos em Inteligência Artificial e Internet das Coisas são surpreendentes – há previsões de que as máquinas irão realizar 100% das atividades realizadas pelos humanos até 2060!

A grande preocupação e o desafio das empresas é acompanhar esta velocidade – “Quando o ritmo da mudança dentro da empresa for ultrapassado pelo ritmo da mudança fora dela, o fim está próximo”, segundo Jack Welch.

A transformação digital deve ser iniciada a partir das estratégias da empresa, ou seja, deve-se identificar os problemas prioritários a serem resolvidos para garantir a sobrevivência e o crescimento da empresa.

Imagem relacionada

Estes problemas podem ser resolvidos com o apoio da tecnologia?

Pesquise as tecnologias existentes no mercado que podem ser incorporadas no produto ou aos processos relativos aos problemas prioritários. Por exemplo, se há uma estratégia de melhoria de produtividade dos processos de vendas, pesquise tecnologias de mineração de preços de concorrentes, de análise preditiva de preços, de geo-referenciamento para direcionamento das rotas dos vendedores e outras.

Estas tecnologias podem ser encontradas com facilidade no mercado, nas chamadas Retailtechs (startups do varejo) de todo o mundo.

No mercado de trabalho já são constatadas mudanças drásticas, tais como:

  • A duração das carreiras aumenta para 60 a 70 anos;
  • A duração média do tempo de um profissional na empresa reduz para 4,5 anos
  • A vida útil de uma habilidade reduz para 5 anos.

Esta nova realidade está forçando as empresas a repensarem o modo como gerenciam carreiras e proporcionam oportunidades de aprendizado e desenvolvimento.

Neste processo de transformação, as principais características de um líder são:

  • Facilidade no relacionamento com parceiros externos
  • Trabalho em equipe heterogênea
  • Resolução de problemas
  • Pensamento crítico
  • Criatividade
  • Gestão de pessoas
  • Inteligência Emocional 
  • Orientação para servir
  • Negociação

Portanto, a manutenção de talentos nas empresas dependerá da capacidade dos líderes de manter as pessoas felizes, ou seja, com desafios e com alinhamento de propósitos.

*Artigo publicado na edição 4 da revista SUPER NEGÓCIOS, escrito por Luiz Prates, sócio da FALCONI CONSULTORES.
Leia mais clicando aqui!

Deixe uma resposta