27 abr 2018

Conselho de Prevenção de Perdas forma comitê para Boas Práticas

O Conselho de Prevenção de Perdas da Asserj aconteceu nesta quinta-feira, 26, na sede do SuperPrix na Tijuca. Nossos associados conheceram dois cases da rede: o projeto As Aparências Enganam e a implementação da função Fiscal de Movimentação Interna. Em 2018 a rede completou 20 anos, com 15 lojas e um e-commerce.

A gerente de Marketing Cyntia Vale apresentou o projeto As Aparências Enganam, o objetivo da campanha é ajudar a combater o desperdício de alimentos. Todos os dias, 40 mil toneladas de alimentos são desperdiçados no Brasil. Boa parte por conta de vegetais que, por terem crescido com aparência incomum, embora tenham alto valor nutritivo, são descartados antes mesmo de chegarem nos supermercados. Ao comprar vegetais não tão “bonitos”, o cliente paga 30% menos e ainda ajuda a quem mais precisa, pois parte da renda das vendas destes vegetais é revertida para uma instituição beneficente que desenvolve um trabalho super bacana – a Agência do Bem.

Prevenção de Perdas no SuperPrix

Para a empresa não adianta apenas penalizar, é preciso encontrar a solução e atribuir responsabilidade aos colaboradores. Em março do ano passado o SuperPrix lançou o cargo Fiscal de Movimentação Interna com intuito de reduzir as perdas.  O propósito do cargo é supervisionar a movimentação interna e externa de mercadorias, descarte e avaria. Entre as funções desse profissional estão listar os produtos movimentados e suas quantidades, controlar produtos de alto risco e seu armazenamento, fiscalizar a saída de lixo e papelões, entre outras responsabilidades.

Desde que o cargo foi criado o SuperPrix conseguiu minimizar as perdas e ser mais assertivo em suas lojas, veja o comparativo:

Identificação das Perdas

2016: 44%
2017: 55%

Recuperação das Perdas

2016: 27%
2017: 32%

Na ocasião foi formado um comitê para a elaboração da Cartilha de Boas Práticas em Prevenção de Perdas. De acordo com Keila Prates, Coordenadora do Conselho, as áreas macro como frente de caixa, açougue, FLV, serão mapeadas e terão um material focado em prevenção. “Vamos formar um comitê com pessoas engajadas e focar em procedimentos, e também em boas práticas para as áreas mais críticas. Cada área terá uma cartilha que será lançada a cada dois meses pela Asserj. Quando o setor cresce, todos nós crescemos juntos”, destacou.

A especialista e instrutora da Escola Asserj, Marcia Mano, fez uma palestra sobre Prevenção de Perdas na Frente de Caixa, e no final os associados fizeram uma visita técnica ao salão de vendas do SuperPrix.

Confira as fotos.

 

Deixe uma resposta