ovos-mantiqueira-gourmet
22 jan 2018

Produção de ovos no Brasil estará em alta em 2018

A produção de ovos em 2018 deverá crescer entre 5% e 6% em relação ao ano passado, segundo estimativa da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que leva em conta a expectativa de retomada da economia e a manutenção dos custos de produção. Caso a previsão da entidade se confirme, neste ano a produção deverá alcançar até 42,2 bilhões de unidades no Brasil.

O presidente do Grupo Mantiqueira, Leandro Pinto, aponta um cenário desafiador para a indústria da avicultura neste ano. “Enxergamos maior oferta de produto em função do aumento das aves alojadas. Por outro lado, enxergamos uma crescente no consumo do ovo, que vem sendo mais posicionado por chefes de cozinha, que o apresentam como um alimento mais sofisticado, e também por nutricionistas que o reconhecem como um alimento completo e funcional”, explica.

Para o vice-presidente e diretor de mercados da ABPA, Ricardo Santin, o preço do milho – um dos principais insumos da avicultura – deverá permanecer em patamares próximos dos atuais, o que favorece o aumento da produção. Segundo ele, em 2017 o valor ficou na casa dos R$ 27 a saca de 60 quilos e, neste ano, o custo deve ficar próximo dos R$ 30 a saca.

O cenário favorável segue um 2017 de retomada para o setor. No período, a produção brasileira de ovos cresceu 1,8%, para 39,9 bilhões de unidades. O faturamento atingiu R$ 11,08 bilhões. Diante do cenário positivo, as granjas estão investindo em produtividade e entidades apostam em ações para promover o consumo.

A Mantiqueira é uma marca pioneira em inovação desde seu início na avicultura. “Acreditamos que graças ao nosso compromisso em melhoria contínua e investimentos em produtividade e qualidade, conseguimos nos tornar na maior granja da América do Sul e recentemente conquistamos a posição de marca número 1 do Rio de Janeiro, sendo a mais lembrada em pesquisas e reconhecida como a favorita dos consumidores. Nosso objetivo para 2018 é que esse trabalho se reflita em outras praças de atuação. Também continuaremos investindo nos ovos especiais, principalmente os que apresentam como valor o bem estar animal, certificado de origem e rastreabilidade”, diz Leandro Pinto.

*Com informações do DCI

 

Deixe uma resposta