pepsico
29 nov 2017

PepsiCo inaugura centro de P&D no Brasil com foco na biodiversidade

Com o novo centro, a empresa pretende trazer mais diversidade ao seu portfólio, regional e globalmente, com grãos, raízes e frutas nativas da região — também conhecidas e consumidas em outros países.

Resultado de imagem para PepsiCo

A PepsiCo anuncia a abertura de seu primeiro centro de pesquisa e desenvolvimento no mundo, especializado em alimentos elaborados com ingredientes originários da América do Sul. Localizado em Sorocaba (SP), o novo Centro de R&D vai desenvolver soluções para as categorias Snacks, Cookies & Crackers, Lácteos, Grãos e Bebidas.

 

O investimento de US$ 25 milhões ressalta a visão e estratégia de negócios da PepsiCo, Performance com Propósito, e a convicção fundamental de que o sucesso da empresa está intrinsecamente ligado à sustentabilidade do mundo em que atua. O Centro de R&D de Sorocaba suporta os objetivos da PepsiCo de tornar os alimentos e bebidas mais nutritivos, o sistema alimentar mais sustentável e as comunidades mais prósperas.

A PepsiCo planeja aprimorar sua estratégia de saúde e bem-estar para os próximos anos, já que o Centro se concentra em produtos para seu portfólio de Nutrição, incluindo aqueles que fornecem grãos integrais, frutas e vegetais, produtos lácteos, proteínas e hidratação. O Centro de R&D de Sorocaba permitirá o desenvolvimento de produtos que celebra a biodiversidade da região: ingredientes como mandioca, inhame e açaí, que já fazem parte das dietas da América do Sul.

O complexo de 4.500 metros quadrados foi construído do zero, com apoio da Investe São Paulo (Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade) e iniciou testes em janeiro. O edifício possui um laboratório sensorial, cozinhas experimentais, um laboratório analítico multicategoria, uma planta piloto de Snacks e Nutrição, laboratórios de prototipagem para Snacks/Lácteos/Bebidas e um laboratório de empacotamento de classe mundial. O Centro emprega 79 cientistas de nutrição, engenharia de alimentos e outras áreas de especialização.

“O investimento para construir um dos centros globais de P&D da PepsiCo no Brasil mostra a importância do país para a empresa. Este centro tornará nossa operação brasileira ainda mais importante para a região e aumenta o perfil e potencial do Brasil no desenvolvimento e inovação global da companhia”, explicou João Campos, CEO da PepsiCo no Brasil.

“O Brasil está exclusivamente posicionado para ser um centro de desenvolvimento de produtos para a PepsiCo, não só para o Brasil ou a América Latina, mas globalmente”, diz Carmela Rivero, vice-presidente de P&D Global para América Latina. A executiva completa: “O Brasil é o lar da maior biodiversidade da região que inclui muitas das raízes, tubérculos, grãos e leguminosas que são apreciados em muitos países ao redor do mundo. Trabalharemos para celebrar a diversidade do Brasil, de forma natural e cultural, ao realizar o que a PepsiCo faz melhor, usando nossa expertise de desenvolvimento de produtos para oferecer opções deliciosas e nutritivas ao consumidor”.

Iniciativa conecta Brasil ao circuito de inovação global da PepsiCo — O Centro de R&D de Sorocaba é o mais novo centro de R&D da PepsiCo e o 9º a ser designado como centro de excelência global de inovação. A América Latina possui ainda um outro centro de excelência em inovação, em Monterrey, no México, que se concentra nas tecnologias de cozimento.

Rivero afirma que, ao desenvolver os produtos, a PepsiCo busca globalizar sua maneira de trabalhar, mas que, ao mesmo tempo, respeita as preferências locais. Por esta razão, há uma equipe de “seasoning” (especialistas em aromas) formada por pessoas de vários países que determinam os aromas das marcas globais. Da mesma forma, P&D aproveita sua escala global para desenvolver novas tecnologias de embalagens que atendam aos padrões cada vez mais exigentes de sustentabilidade ambiental e do consumidor. Toda a inteligência de P&D também aproveita a escala global para gerar descoberta de produtos por meio da criação culinária e tecnologia de processo que irá distinguir os produtos da PepsiCo no mercado brasileiro e em todo o mundo.

A tendência alimentar aponta para um portfólio nutricional maior — Além da diversidade de produtos, o novo centro também apresentará tecnologias capazes de processar agrafos locais e métodos de cozimento mais saudáveis. Rivero explica: “Nossa ideia agora é explorar novos sabores e texturas. Imagine, por exemplo, ser capaz de processar mandioca e polenta em salgadinhos ou mesmo desenvolver novos produtos inovadores à base de feijão, frutas nativas, batatas doces e mandioquinha. Com o Centro de R&D de Sorocaba, tudo isso será possível “, diz a executiva.

Cadeia de produção sustentável — No Brasil, a PepsiCo é um dos maiores consumidores de agro: a empresa compra cerca de 120 mil toneladas de batata, 20 mil toneladas de milho, 25 mil toneladas de aveia e 27 mil toneladas de coco a cada ano. Este mercado de 192 mil toneladas define o tamanho do negócio, a segunda maior operação da PepsiCo na América Latina.

Quanto ao uso consciente da biodiversidade da América do Sul, a PepsiCo acredita que haverá um benefício não só para a empresa e os consumidores, mas também para os agricultores que estão investindo na plantação de alimentos locais. A PepsiCo já tem programas destinados a incentivar a agricultura, como o Programa Agro, que oferece intercâmbios de tecnologia, treinamento e consultoria sobre gestão sustentável para parceiros. Desde 1997, o Programa Agro tem como objetivo estabelecer parcerias de longo prazo com produtores de matérias-primas locais como batatas, aveia, milho e coco e realizar melhorias tecnológicas no campo, bem como o intercâmbio de experiências entre produtores. Com uma equipe dedicada para auxiliar os agricultores, todas as etapas da produção agrícola são refinadas, desde a seleção de sementes até o armazenamento e transporte. O Centro de R&D de Sorocaba vai contribuir também para essas parcerias.

Operação Sustentável — O compromisso com a sustentabilidade também se reflete no edifício físico do novo centro de pesquisa. O projeto arquitetônico considerou a análise da posição do edifício em relação ao sol, e usa soluções de alta tecnologia como cabos com baixa perda térmica. Esses esforços resultam em aproximadamente uma redução de 45% no uso do ar condicionado e uma economia de energia de 60%.

PepsiCo — Os produtos da PepsiCo são apreciados pelos consumidores mais de um bilhão de vezes por dia em mais de 200 países e territórios ao redor do mundo. A PepsiCo teve receita líquida de mais de US$ 63 bilhões em 2015, impulsionada por um portfólio complementar de alimentos e bebidas, que inclui as marcas Frito–Lay®, Gatorade®, Pepsi-Cola®, Quaker® E Tropicana®. O portfólio de produtos PepsiCo inclui uma variedade de alimentos e bebidas, incluindo 22 marcas que geram mais de US$ 1 bilhão cada em vendas estimadas anualmente no varejo.

No Brasil desde 1953, a PepsiCo é uma das principais empresas de alimentos e bebidas do país e atua no mercado por meio de marcas preferidas e reconhecidas como Quaker® (cereais, barras de cereais e biscoitos), Toddy® (achocolatado em pó, achocolatado pronto para beber e biscoitos), Mágico® (achocolatado em pó), Toddynho® (achocolatado pronto para beber),Elma Chips® (pipoca, amendoins, snacks a base de trigo) , Lucky®, Torcida®, Ruffles®, Doritos®, Cheetos®, Fandangos® E Fofura® (snacks), Eqlibri™ E Mabel® (biscoitos), Gatorade® (bebidas Esportivas), Lipton® Ice Tea (chá pronto, em parceria com a Unilever), Kero Coco® E Trop Coco® (água de coco), H2OH!®, Mountain Dew® E Pepsi-Cola® (bebidas com gás), e Drinkfinity® (sistema de bebidas portátil e pessoal).

A companhia conta com 15 plantas e cerca de 100 filiais de vendas localizadas em todo território brasileiro e com o talento de mais de 13 mil funcionários. Desde 1997, a empresa mantém estreita parceria com a Ambev – Companhia de Bebidas das Américas – para a produção, comercialização e distribuição de Pepsi®, H2OH!®, Gatorade®, Lipton® Ice Tea e Mountain DEW®, aos mais de um milhão de pontos de venda pelo país.

Deixe uma resposta