post
22 nov 2017

No mercado com Asserj: em crescimento

Rio – Neste ano, diante do cenário econômico por qual o país atravessou, a Asserj estimou o crescimento do setor supermercadista fluminense dentro da variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), prevista para 4,12% em 12 meses. A previsão de crescimento de vendas para este fim de ano é de 0,48% com relação a dezembro de 2016.

De acordo com índices do IBGE, em setembro de 2017, o comércio varejista nacional mostrou acréscimo de 0,5% frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências, compensando o recuo de 0,4% em agosto último.

Vendas aumentam

A receita nominal cresceu 1,1%. Com isso, a média móvel trimestral para o volume de vendas no varejo ficou estável (0,1%) no trimestre encerrado em setembro de 2017.

Dados da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) apontam que as vendas nos supermercados cresceram 1,11% de janeiro a setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Força dos menores

O resultado foi puxado pelo desempenho de redes menores de supermercados. Enquanto as regionais tiveram crescimento de 5,4%, as grandes registraram recuo de 3,4% no faturamento.

Recuo da inflação

O aumento das vendas é atribuído ao recuo da inflação, e com a queda dos juros, a perspectiva para os próximos meses é de melhoras nos resultados. No ano passado, os supermercados registraram alta de 1,58% nas vendas, voltando a crescer após a forte queda de mais de 4% em 2015.

Confiança da indústria

Para especialistas, a recuperação da economia já surte efeitos com a baixa da inflação e a queda das taxas de juros. A confiança da indústria cresce a cada mês, atingindo níveis inéditos desde maio de 2014. O consumidor também está mais esperançoso e reage positivamente às notícias favoráveis à retomada da economia. A sombra de 2016 parece não abalar, mas não deixa esquecer. Os números estão em crescimento e a sociedade acompanha o otimismo, parece que nem a instabilidade política pode frear a retomada.

Quem assina a coluna é Fabio Queiroz, presidente da Asserj

Deixe uma resposta