16.08-ASSERJ-O-DIA
16 ago 2017

No mercado com Asserj: unir forças

Há momentos em que a melhor estratégia é unir forças. A Asserj acredita que a união é um dos melhores e o mais curto dos caminhos para fortalecer não só os supermercados, mas a indústria e a cadeia de abastecimento. O propósito da colaboração é a ajuda mútua. Diante de um cenário onde as mudanças tecnológicas e comportamentais acontecem cada vez mais rápido, a colaboração comprova sua eficiência. A cultura colaborativa deve ser amplamente estudada e praticada em todos os setores. Um exemplo são as redes de pequenos e médios supermercados, que se unem para angariar melhores negociações na aquisição de produtos. O objetivo é alcançado através de grandes compras em conjunto. Outro ponto favorável à união é a divisão dos altos custos de publicidade, com destaque para rádio e TV.

4z8ri3t7cqsolgqcjic82wi15

André Portes, gestor geral do Multimarket, reforça o conceito colaborativo da rede. “A ideia é se unir para ficar mais forte”, diz. Portes lembra que o Brasil viveu a especulação de que o grande varejo iria dominar o pequeno varejo. “Quando nos unimos, ganhamos força e, consequentemente, preços diferentes. Quando você une, o aprendizado é muito grande, porque você trabalha com diferenças”.

A rede Multimaket tem 24 associados. De acordo com André Portes, até a próxima assembleia, serão 67 lojas compondo a rede, no Rio e Grande Rio. “Quando colaboramos, o retorno volta não só no quesito financeiro, mas no quesito pessoal. E a rede precisa disso: pessoas querendo colaborar naquilo que são bons, perecíveis, mercearia, bom na padaria. Imagina só a união de vários supermercados excelentes em cada aspecto citado, a chance da excelência acontecer se torna muito maior”, afirma.

Quando sabemos o nosso propósito, defendemos uma causa. O propósito da Asserj é unir, servir e representar o setor no Estado do Rio, e fazemos isso com paixão, que nos move para construir novas parcerias. Estamos nos dedicando para multiplicar conhecimento e oportunidades, colaborando com a união dos setores.

Colaborar é produtivo. Competir é lucrativo para poucos. Se você e seus colegas têm um objetivo de tornar algo melhor, isso pode ser conquistado mais fácil em equipe. Um modelo de negócios onde todos participam juntos para alcançar os objetivos é fundamental para a sobrevivência e sucesso das empresas. Implementar a cultura colaborativa está em alta. Escolhemos o tema colaboração para nortear os 30 anos da Super Rio Expofood, que acontecerá em março de 2018. A Asserj, em parceria com a Escala Eventos, promove a segunda maior feira de negócios do setor alimentício da América Latina.

Fábio Queiroz é presidente da Asserj e assina este artigo

Deixe uma resposta