img_20170720_112216001
27 jul 2017

Conselho de Prevenção de Perdas do Rio de Janeiro discute ruptura e direito do varejista

A reunião de julho do Conselho de Prevenção de Perdas do Rio de Janeiro aconteceu na ASSERJ, na última quinta-feira, 20/07, e contou com a presença de cerca de 50 profissionais especializados na área, que ouviram o case do Inter Supermercados e esclareceram como os colaboradores das lojas devem reagir em determinadas situações que necessitam de amparo legal.

Cláudio Cézar Muniz, supervisor do Inter, apresentou um histórico e a evolução da prevenção de perdas nos supermercados e deu dicas como inserir este tema na cultura da empresa. “A prevenção de perdas tem que ser apresentada como uma solução contra as despesas. Ela tem que passar de custo para investimento. Esta mudança de pensamento faz com que os tomadores de decisão decidam apostar cada vez mais nesta área”, destacou.

Muniz mostrou também como a ruptura – falta de produto na gôndola – afeta os negócios e como conseguiu reduzir esta prática no Inter Supermercados. “Uma pesquisa da NeoGrid/Nielsen mostrou que em abril a ruptura chegou a 13,93%. No Inter estipulamos metas de ruptura de acordo com o tamanho a loja: 2% para lojas grandes, 3% para lojas médias e 4% pequenas. Desde então reduzimos em 38%”.

Os advogados Flávio Guberman e João Marcus Machado, do Escritório de Assessoria Jurídica José Oswaldo Corrêa, abordaram quais as possibilidades de fracionamento de produtos e como o varejista deve se posicionar e agir quando pedido pelo consumidor. “O colaborador da loja precisa saber o que é permitido por lei e quais os procedimentos que podem ser adotados para defender o interesse da loja”, destacam.

Ainda na reunião foi sugerida a criação de indicadores de perdas. A ideia é que os participantes enviem os seus números e como monitoram internamente para que sejam criadas formas padronizadas de medição e acompanhamento. O Conselho de Prevenção de Perdas é aberto para todos os associados da ASSERJ e a próxima reunião deve acontecer no Supermercado Zona Sul.

 

Deixe uma resposta