alimentos
29 jul 2016

Conselho do Alimento Seguro garante qualidade para o consumidor

Junta se reúne bimestralmente e atrai profissionais de todo o país

Há um ano e meio, foi implementado na ASSERJ o Conselho do Alimento Seguro que acontece bimestralmente com o propósito de promover discussões entre os órgãos públicos (Vigilância Sanitária, o Procon estadual e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) e os principais representantes das redes de supermercados para garantir a qualidade nas operações, prevenir multas e autuações e assegurar a qualidade do produto que chegará nas mãos do consumidor.

– Fazemos um alinhamento das exigências impostas pelos órgãos fiscalizadores e dos procedimentos operacionais adotados pelas redes de supermercados. A reunião atrai gente de todo o país – explica Thiago Zilli, coordenador do Conselho do Alimento Seguro.

Zilli avalia que em pouco mais de um ano o Conselho conseguiu promover uma aproximação do setor com as entidades fiscalizadoras e proteger ainda mais o consumidor fluminense.

– Melhoramos o segmento como um todo e um exemplo de tudo o que vem sendo feito é a TAC do Bacalhau, que permitirá que o produto fique exposto até 15 dias na temperatura ambiente se estiver com a etiqueta exigida – diz o médico veterinário.

O coordenador diz ainda que a aproximação entre os órgãos e os supermercados auxilia na padronização de processos.

– A fiscalização não deixou de ser uma vistoria, mas agora todos compreendem que os nossos objetivos são os mesmos. O conselho é uma forma de manter a relação comercial seguindo as orientações sanitárias e de defesa do consumidor – afirma Zilli.

One Comment

  • Wellington Ribeiro. 29 jul 2016

    Parabéns a todos os envolvidos!

    Que seja próspero e duradouro!

    Que as informações esteja ao alcance de todos,
    Colabodores, profissiona e repositores de setores.
    A temperatura dos produtos poderiam ser monitorada e conduzida em caixas térmicas até ao expositor frigorífico.
    Para manter uma temperatura segura e reduzir o consumo de energia.

    Sustentabilidade para um futuro melhor!

    Reply

Deixe uma resposta